O nível de proficiência em inglês dos brasileiros manteve-se estagnado no último ano, segundo dados do Índice de Proficiência em Inglês 2014 (EPI, na sigla em inglês), ranking internacional divulgado nesta quarta-feira (12) pela EF Education First, empresa de educação internacional. O Brasil permaneceu na 38ª posição na lista, que neste ano mediu o domínio da língua inglesa em pessoas de 63 países.

Apesar de a média brasileira ser muito baixa, conforme detalhada na pesquisa da EF, o Centro Paula Souza caminha no sentido oposto desta pesquisa, segundo o Prof. Nilo Vieira da FATEC São José dos Campos. “Os estudantes da maioria dos cursos das FATECs têm aulas de inglês com foco na comunicação em todos os semestres. Em nossas aulas utilizamos livros internacionais de conversação, tais como: Business Result da Oxford, Interchange e Business Start Up da Cambridge, entre outros.

Convém destacar também o excelente preparo dos professores de inglês que são selecionados através de banca examinadora com aula teste 100% em inglês. Outro ponto a considerar é que mais de 90% dos professores de inglês do Centro Paula Souza realizaram cursos de idiomas no exterior pelo programa Intercâmbio Cultural que também oferece oportunidades para mais de 500 estudantes por semestre.

O investimento na língua inglesa em nossa instituição também reflete na aprovação dos estudantes para o programa Ciência sem Fronteiras. O Centro Paula Souza está entre as oito instituições de ensino do estado de São Paulo que mais aprovaram estudantes para o programa.”

http://g1.globo.com/educacao/noticia/2014/11/com-proficiencia-baixa-em-ingles-brasil-fica-estagnado-em-ranking.html

Com proficiência baixa em inglês, Brasil fica estagnado em ranking internacional